sexta-feira, fevereiro 02, 2007
Revista Bestiário | Edição 26
Com Guerra & Paz, em mais uma edição. Tô lá.
Eu e o Claudio Eugênio Luz.

Marcadores: ,

 
postado por Aleksandra Pereira às 7:11 PM |


3 Comentários:


At segunda-feira, fevereiro 05, 2007 3:25:00 PM, Anonymous Leonardo 

Vim ver se a Maura havia passado por aqui e dou de cara com a Fabiana e o Maurício!! Muito gostoso e ao mesmo tempo hilário, parabéns, Alê!!

Estou gostando de ver seu talento se espalhando!! :)

Agora... pensei uma coisa... um desafio... porque não tenta, uma vezinha só (se já escreveu, perdão, não me lembro. Me mande o link, please!), escrever um conto do ponto de vista masculino? Quero dizer, não um conto em que o protagonista seja um homem, em que a perspectiva seja masculina. Hein?!???!???!??

Beijo,

At segunda-feira, fevereiro 05, 2007 5:13:00 PM, Blogger Aleksandra Pereira 

Leo, querido,

o engraçado é que eu tenho sim, outros textos pelo ponto de vista masculino. Principalmente dois romances, dois homens protagonistas, mesmo que orbite próximo um mudaréu de mulheres.

Um Guerra e Paz pela ótica do Maurício, é o Sem explicação
http://lagrimaslavadas.blogspot.com/2006/11/guerra-e-paz-sem-explicao.html

que até na época da publicação, o Lipe postou o link como Sugestão de leitura,
http://liperama.blogspot.com/2006/11/sugestes.html
o que foi muuito legal.


Não é por falta de vontade não, meu lindo. É que os meus homens quando pedem a voz geralmente chegam com histórias não só densas, mas pesadas mesmo. Um dos moços citados acima protagoniza um thriller que está se desenhando bem devagar. O outro é profundo por voltar às raízes, e possui muito de mim, então imaginas como fico mexida. São dois homens com quem preciso ter cuidado ao mexer.

Já o Maurício, o Maurício é uma delícia. Ele é inteligente, apaixonado por sua garota. Mas também é inseguro, neurótico, ciumento. Ainda vai aprontar muito, mas como ele pertence ao presente da Fabiana, não surge nos textos dela com a avó e a madrinha. Mas já já me aproximo. No presente, ele reina, já que centro os acontecimentos em seu apartamento, em suas crises de ciúme, suas amizades. Aí ele se torna o dono da história. Mas como as minhas mulheres também são espaçosas, roubam a cena dele. E ele deixa.

Beijo.

At segunda-feira, fevereiro 05, 2007 11:57:00 PM, Blogger TARCIO VIU ASSIM 

Parabéns, mulé. Tua arte se faça presente, cada vez mais, em toda parte!
-
Beijo sertanejo.



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.