terça-feira, agosto 08, 2006
Queridíssimos,
sei que devia uma explicação pelo sumiço anunciado e visível, mas alguns problemas de saúde me tiraram do ar por uns tempos.

Quero dividir com quem pude o que eu passei, para que possa servir de alerta, pois a situação foi séria, e o risco, grande.

Desde o final do ano passado, iniciei tratamento para controle de Hipertensão Arterial. Os históricos familiares me indicavam que eu deveria tomar cuidado: pai e mãe hipertensos. Mas como a minha pressão sempre caía, me sentia excluída da estatística. Até o dia que entrei nela, e desde então não passo um dia sem a medicação. Posso controlar a pressão, mas o tratamento é para o resto da vida.

Afirmo com certeza que hoje vivo tudo isso por total culpa minha. Alimentação errada, abuso de sal, falta de exercícios, estresse. Se eu não tivesse nada é que seria um caso ímpar.

Estava indo não muito bem: me sentia sempre cansada, as crises de dores de cabeça aumentando, tinha taquicardia de madrugada, e medo, muito medo. Não de morrer, mas por saber que passava por tudo aquilo devido as escolhas erradas.

Nos últimos dias, tive que correr com a minha família de madrugada super mal, achando que estava enfartando; Sentia uma dor horrível no peito, que se estendia ao braço esquerdo. Me desesperei. Juro que achei que era a hora. Fiz um monte de exames, tomei diversos remédios em comprimidos e injeções, furaram meus dois braços colhendo sangue, me reviraram, minha pressão foi no céu (18x11) e vomitei a alma. Estava por demais nervosa.

Graças a Deus, nada. A dor, foi muscular. Todo o resto, nervoso excessivo.
Mas os exames (eletrocardiogramas) mostraram que minha freqüência cardíaca estava muito baixa e a culpa era do remédio que tomava e vinha sobrecarregando o coitado do coração. Meu coração estava batendo mais ou menos com 33 batidas por minuto (Isso quando estava nervosa, sendo que a média normal, em repouso, fica entre 60, 70 batidas por minuto). Troquei de remédio, e estou mesmo melhor.

De uns tempos para cá mudei minha alimentação, e não como mais carne de nenhum tipo. A mudança tinha sido inicialmente por princípios, por não concordar com o tratamento reservado aos animais abatidos. Mas foi uma das melhores resoluções que tomei na vida. Só de não ingerir carne diminuí drasticamente a quantidade de gordura e sal que ingeria. Me obriguei a aprender a comer melhor, pois agora ou aprenderia, ou passaria fome.

Passei a consumir mais proteína de soja, e aprendi a fazer uma carne de soja que é uma delícia! ;-)
Procuro tomar água direto, o que me ajuda a diminuir a pressão numa crise, ir ao banheiro é fundamental.

E o mais importante: cortar o sal, grande vilão. Passei a experimentar outras alternativas de tempero, quando não dá uso o sal light, ou como sem sal mesmo. Sabe o que é legal? Voltar a sentir o verdadeiro sabor dos alimentos. Sal deixa tudo com gosto... de sal!

Não sinto falta de carne como achei que sentiria. E aumentei meus conhecimentos culinários, sempre buscando alternativas de tornar a comida mais saborosa e saudável.

Uma coisa também importante: precisamos aprender a ler rótulos e embalagens. Muitas vezes consumimos mais sal do que precisamos, sem perceber, embutidos em alimentos prontos, temperos de caixinha. Se acostumem a ler, estimulem seus filhos, amigos e parentes. Chequem a porcentagem que se refere a quantidade necessária de sódio por dia que o alimento cobre. Existem itens que, ele sozinho, tem mais sal do que o recomendado para um dia inteiro.

Estou bem, e muito bem, para dizer a verdade. A demora com as postagens não se dá mais por estar doente, mas por estar correndo atrás do prejuízo, de minha saúde, de mim. Ter passado isso tudo abre os olhos da gente. Os meus abriram.

Beijos, já já com um texto novinho, novinho.
Obrigada pela força.

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 10:37 AM |


2 Comentários:


At terça-feira, agosto 08, 2006 4:05:00 PM, Blogger Andréa N. 

Oba! Que bom saber que vc esta bem melhor!! Eh isso ai, cuide-se. Tudo o que vc disse sobre o sal se aplica tambem ao acucar. Quando eu decidi parar de comer acucar, fiquei besta com a quantidade de alimentos que contem acucar sem precisar. Um absurdo.

Pra substituir o sal nos alimentos que vc cozinha, esperimente misturar uma colher de misso (aquela pasta de soja) pois eh salgadinha. Ou entao, um pouquinho de shoyu (cuidado- compre o shoyu sem acucar, olho na embalagem!).

Beijos.

At quarta-feira, agosto 09, 2006 10:12:00 AM, Anonymous Alexandre 

Que bom que está tudo sob controle agora. Juízo menina. Conte com a força de nós (seus amigos virtuais)!
Um grande abraço e seja feliz.



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.