quarta-feira, março 22, 2006
ESPERANÇA E COMPAIXÃO
É muito triste ver tudo de mal que o ser humano é capaz de fazer. Dói. Dói muito. Pior, talvez, seja quando nem se dói mais, quando anestesia. Vive-se em estado de choque, letargia.

Mas também existe o outro lado, o lado bom, solidário, mesmo nos momentos mais difíceis.

Assistia a um desses programas da tarde com os “casos da vida real”, e o tema de hoje era “Quero meu filho de volta”: mães que buscam desesperadamente seus filhos desaparecidos por motivos diversos.

Ainda não tenho filhos, não sei sequer imaginar como deve ser difícil viver com o coração dilacerado por essa perda. Se prendendo a qualquer informação, por fios mínimos de esperança, por qualquer pista, pelo desejo de rever, ainda que machucado, desmemoriado. Mas vivo.

Mexeu muito comigo. Minha mãe me contou algumas vezes dos momentos tristes – graças a Deus, breves – das tentativas de seqüestro que sofri quando pequena. Em uma ocasião, brincando com uma amiguinha, uma mulher entrou no terreno, me levando com ela. Minha amiga correu para dentro avisando minha mãe:

- Tia, tão levando a Nega!

Minha mãe largou tudo, e saiu em tempo de me ver dobrando a esquina, de mãos dadas com a raptora, que talvez estivesse me levando para pais adotivos em outra cidade, outro país. Talvez hoje, fosse minha mãe.

Talvez hoje, fosse a minha mãe uma das bravas mulheres naquele programa, procurando por mim, esperançosa em me rever, me abraçar, me acarinhar. Seria ela a dar o ombro para aquelas outras mães que talvez antes nem a conhecessem, ou que já se esbarraram em suas andanças, em suas buscas ainda sem fim, unidas pela mesma dor, pela esperança, por compaixão.



LINKS ÚTEIS:

Mães da Sé
'Mães da Sé' é uma das entidades que fornecem informações para o sistema de ajuda à procura de crianças desaparecidas. (11) 3331 3331

http://www.ssp.sp.gov.br/
http://www.policia-civ.sp.gov.br/
http://www.mj.gov.br/
http://www.cidadania-e.com.br/
http://www.terceirosetor.org.br/
http://www.unicef.org.br/
http://www.prefeitura.sp.gov.br/
http://www.direitoshumanos.usp.br/
http://www.unesco.org.br/

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 7:16 AM |


2 Comentários:


At quarta-feira, março 29, 2006 2:38:00 PM, Blogger Denise Arcoverde 

Puxa, Alê, nem me fala, sempre tive pesadelos que podiam levar minha filha! ainda bem que esse tempo passou! agora ela vai sozinha mesmo :-) mas vai feliz!

Essas mulheres devem sofrer demais, imagino o susto da sua mãe!

Beijos!

At sábado, abril 01, 2006 8:56:00 AM, Anonymous Carlos 

Falam que os animais são irracionais e nós seres humanos somos os únicos racionais. Até aí, tudo bem. A única coisa que está errada é o significado de irracional e racional que está trocado. bjs...



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.