quarta-feira, dezembro 21, 2005
Uma lista de final de ano diferente
Com um novo ano às portas, sempre nos vemos envoltos em listas. Seja a de alimentos e bebidas para ceia, de presentes para família e amigos, ou a mais cotada entre os otimistas de fim de ano: a de resoluções.

Nela prometemos melhorar, estudar, emagrecer (é, esse ano de novo!), amar mais, brigar menos. Mas o sentimento que permeia os pedidos é basicamente o de mudança.

Só que esse ano resolvi fazer diferente. Não quero pedir para mudar nada, e sim ressaltar o que de melhor eu tiver, "as melhores coisas em Aleksandra Pereira".

Algumas eu pretendo dividir aqui com vocês: as 5 melhores músicas, os 5 melhores livros, os 5 melhores acontecimentos.

Não colocarei minha lista de valores morais, pois exaltando publicamente minhas qualidades e virtudes, acabaria tendo que tirar uma delas e incluir a modéstia, para não parecer exagero...

Então, vamos lá.


As 5 melhores MÚSICAS para...
levantar o astral.

1_Ain´t no mountain high enough”.
Com qualquer cantor, em qualquer versão. Essa música prá mim tem um poder transformador. Não dá pra continuar triste ao ouvir essa musiquinha simples, mas alto-astral.

2_Bei mir bist du schoen”. Ella Fitzgerald.
Meu Deus, eu queria ser Ella.

3_ Crazy little thing called love”. Queen.
Divertidíssima, que eu já vi fazer dançar até o inglês mais inglês que já conheci.

4_La valse d'Amelie”. Yanni Tiersen.
Sim, Amelie Poulin. Adorei o filme, justamente por seu tom mais lúdico, e essa música, curtinha, me emociona. É uma das músicas que me lembram de agradecer a Deus por poder ouvir.

5_ Night and Day”. Frank "Blue Eyes" Sinatra.
Qualquer música com ele é excepcional, mas esta é a minha predileta. Uma dica: quem puder, sintonize a Rádio Litoral FM aqui para a Baixada Santista, 91,9, às 19h00. Hermano Henning, de segunda a sexta, com o melhor da época das Big Bands. Sinatra é presença garantida!


Os 5 melhores LIVROS para...
voltar a ler todos os anos.

1_Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Machado de Assis.
Numa época onde a maioria lia Machado por obrigação escolar, conheci o prazer em ler seus textos irônicos, sagazes, e suas críticas aos modos e costumes de sua época. "Uma obra-prima inimitável", como já disse Eça de Queiroz. Um mestre. Um bruxo.

2_ "Sra. Dalloway". Virginia Woolf + "As Horas". Michael Cunnigham.
Claro que os livros poderiam ser citados separadamente, mas como são intimamente ligados, sugiro os dois como um só. Amo Virginia por seus textos, e por reconhecer nela tantos pontos em comum comigo. Seus diários revelam fatos que, ao lê-los, em muitos trechos senti como se falassem de mim. Assim como o "As Horas", de Cunnigham. Obra sensível, onde um homem fala com tanta sensibilidade do universo feminino, mas principalmente sobre as coisas mais profundas, aquelas que não queremos ver externadas. Ao lê-lo me senti devassada, exposta, e agradecida.

3_ "Se um viajante numa noite de inverno", Ítalo Calvino.
Discípulo espiritual de Borges, Calvino é um aventureiro, um reiventor da literatura, de lendas, um parodiador de estilo imprevisível ao alternar humor, erudição, deslumbramento e ironia.

4_ "Em Busca do Tempo Perdido - O Tempo Recuperado". Marcel Proust.
O último é meu favorito, mas não diminuo em nada a importância dos anteriores. Literatura do resgate da consciência, da memória e do fazer presente. Os detalhes, os parágrafos sem ponto, transformar o cotidiano em arte, em época, em lembranças, em ação na literatura. A madeleine.

5_ "O retrato de Dorian Gray". Oscar Wilde.
Grande artista e pensador, uma reflexão sobre o belo, a felicidade, a moral e o prazer. Um Lord Henry mordaz ao criticar veladamente em suas conversas com Dorian os padrões impostos pela sociedade. E que sonoridade de texto!


Declaro que foi difícil fechar as listas em 5 melhores, pois graças a Deus, a variedade de bons textos e música de qualidade é grande. As canções são mais fáceis de mudar de acordo com a época do que os livros, mas são indicações de boas obras que, para quem ainda não leu, recomendo. Quem já leu, leia novamente. Alimentam o espírito, aguçam a inteligência, fazem em nós a diferença.

Então, porque que nessas festas, não aproveitamos para, além de desejar amor, paz e saúde, não desejemos também um ótimo Frank Sinatra, e um feliz Luis Fernando Veríssimo para todos?

Estas listas são meus presentes para vocês, queridos amigos. Lhes desejo um Feliz Natal com o carinho de todos que lhes considerem, muita Saúde, Paz, Alegria, assim como para o Ano Novo, esperança de um tempo melhor, mais feliz. Desejo-lhes muito amor, beijo na boca e cafuné, muito Chico Buarque, Billie Holliday, Guimarães Rosa e Veríssimos, Beatles e Rollings Stones. Tudo de Shakespeare, Saramago, Austen e Pirandello, acompanhados por doses de Norah Jones, Police, Nina Simone e Maria Bethânia.

Enfim, beijos e abraços, tudo de bom, para todos vocês, todos nós!

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 12:01 PM |


4 Comentários:


At sexta-feira, dezembro 23, 2005 4:15:00 PM, Anonymous Carlitos 

Alek,
adorei a lista.
Vou reenviar com as minhas sugestões pessoais.

Grande beijo, Boas Festas procê também, guria, e parabéns pelo blog, mais uma vez.

At sexta-feira, dezembro 23, 2005 7:07:00 PM, Anonymous Ivan 

Imbuído pelo clima contagiante de Natal (sim, até eu me contagio um pouco), escrevi algo que faz uma menção à data. Trata-se de uma homenagem a todosos amigos, sejam virtuais ou não. É um texto de um espírita, naturalemnte, e, embora me alte algum talento com as palavras, escrevi com bastante carinho.
HTTP://IJDLF.ZIP.NET

At sexta-feira, dezembro 30, 2005 2:23:00 AM, Anonymous Anônimo 

Gostei da sugestão, ótima idéia!
Bom Ano Novo!

At sábado, março 04, 2006 8:32:00 PM, Anonymous Anônimo 

Adorei tua lista, guria!



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.