quarta-feira, abril 05, 2006
UMA VOZ QUE SE CALA
Ficamos triste quando um artista que admiramos se vai. Senti por Anne Bancroft ano passado, que foi mas nos deixou Mrs. Robinson de "The Graduate", a Helen Hanff de "84 Charing Cross Road", entre outras mulheres de fibra. Conhecemos seu rosto, a acompanhamos pelos anos. Mas, e quando somos fãs incondicionais de uma voz?

Não a de um cantor, como Frank Sinatra. A de um dublador.
Através do blog de um novo amigo, Nirton Venâncio, li que no início dessa semana, aos 61 anos, perdemos o ator e dublador Newton da Matta.

Newton foi o Pedrinho da 1ª montagem do Sítio do Picapau Amarelo, atuou e escreveu novelas durante alguns anos na TV Tupi, TV Rio e TV Globo, mas foi como dublador que da Matta ficou mais conhecido. Era dele a voz de Bruce Willis na série "A gata e o rato", nas versões nacionais de todos os filmes do ator (incluindo o recente Sin City), Dustin Hoffman, Paul Newman, Mickey Rourke e vários outros. Nas animações, dublou o Lion-O de Thundercats e o Flash e o Batman de Superamigos, entre outros.

Pelos trabalhos, quem me lê sabe que crescemos ouvindo sua voz.
Que fique em Paz.

foto extraída do site OMELETE

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 12:47 AM |


2 Comentários:


At domingo, abril 09, 2006 9:19:00 PM, Blogger Aleksandra Pereira 

Para quem não se recorda da voz do Newton,o site
http://henshin.uol.com.br/2005/07/20/newton-da-matta-a-voz-do-lion-o/

reproduz uma saudação dele.

At quarta-feira, abril 12, 2006 4:28:00 PM, Blogger Andréa N. 

Que saco essas pessoas que se vao, e a gente fica soh na saudade...

Eu tambem sou super ligada em vozes e dublagens, Alek. Valeu a noticia, mesmo que triste.



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.