sexta-feira, novembro 11, 2005
- Já está na hora de conversarmos, Isaura.
- Eu sei.
- Senti sua falta.
- Eu não.
- Teimosa como sempre!
- E você, mesmo velho, ainda é convencido.
- Posso pegar na sua mão?
- Que diferença isso pode fazer?
- Não fui um grande marido, não é mesmo?
- Não. (...) Foi. Eu queria te odiar, Agenor, com todas as minhas forças, mas não posso. Eu não consigo.
- Então me perdoa?
- Isso também não.

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 9:56 PM |


2 Comentários:


At terça-feira, novembro 22, 2005 12:51:00 AM, Anonymous Carlito 

Ai, esse Agenor, viu,
volta e meia ele apronta...

Beijo



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.