sábado, junho 11, 2005
- Não. Você não tem idéia do que eu estou passando. Você sempre é feliz no amor, de alguma forma. Porra, eu tenho quase 30 anos. 30 anos. É a primeira vez que desejo entregar meu coração inteiro pra alguém. Antes, o que eu achava que era amor, paixão, não era nada. Nada, comparado ao que sinto agora. Vivi mais emoções com minhas paixões platônicas do que com namorados, noivo, casos. Mas nada, na assim. E eu fugi. Não dele, somente, mas de mim. O que me domina, é o medo. O de não dar certo. E se der, o que fazer para manter. O medo que sinto é muito maior do que eu. É responsabilidade demais nas mãos de alguém que nunca se entregou a um amor antes. Você entregaria sua vida a alguém sem o mínimo de discernimento para cuidar dela? Ele terá que entender. Eu vou falhar, eu sei. É melhor assim.

"Singularidades Nuas"

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 4:26 PM |


1 Comentários:


At domingo, junho 12, 2005 11:07:00 AM, Anonymous Amora Mota 

Menina,
não se deprima.
Amor tem que ser de entrega mesmo, senão não é amor. Sei que a gente vacila, mas precisa se arriscar.

Essa moça aí não vive, ainda não sabe o que é viver.

Espero que ela evolua e se encontre na história, estou acompanhando!

Beijo,

Amora



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.