sexta-feira, maio 20, 2005
- Aonde você vai?
- Eu estou te deixando, Felipe. Não importa pra onde eu vou.
- Você não vai a lugar nenhum, Lola.
- Como é que é?
- Você não pode me deixar.
- Ah, é? Então me diga um motivo, um só e definitivo, que me faça ficar.
- (...)
- Estou esperando.
- Eu preciso de você.
- Motivo errado.


Trecho do livro "Singularidades Nuas"

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 2:39 PM |


1 Comentários:




LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.