sábado, dezembro 16, 2006
Yeats
Brown Penny

I whispered, 'I am too young,'
And then, 'I am old enough';
Wherefore I threw a penny
To find out if I might love.
'Go and love, go and love, young man,
If the lady be young and fair.'
Ah, penny, brown penny, brown penny,
I am looped in the loops of her hair.

O love is the crooked thing,
There is nobody wise enough
To find out all that is in it,
For he would be thinking of love
Till the stars had run away
And the shadows eaten the moon.
Ah, penny, brown penny, brown penny,
One cannot begin it too soon.





Moeda marrom


Eu suspirei: "sou jovem demais"
E depois: "já tenho idade suficiente";
Em todos os lugares em que joguei uma moeda
Para descobrir se deveria amar.
"Vá e ame, vá e ame, jovem rapaz,
Se a dama for nova e justa"
Ah moeda, moeda marrom, moeda marrom,
Estou preso nos laços do cabelo dela.

O amor é coisa torta,
Não há ninguém esperto o suficiente
Pra descobrir tudo que nele existe,
Porque ele estaria pensando no amor
Até que as estrelas tivessem partido
E as sombras devorado a lua.
Ah moeda, moeda marrom, moeda marrom,
Ninguém começa cedo demais.

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 12:01 AM |


7 Comentários:


At sábado, dezembro 16, 2006 3:56:00 PM, Blogger Andréa N. 

Ah que lindo! Que lindo!
Ninguém começa cedo demais...

At segunda-feira, dezembro 18, 2006 10:23:00 AM, Anonymous Isa Maria Lisboa 

Lindo, Alê!
Gostaria de poder também guardar tanto conteúdo e poesia em tão poucas palavras!

Beijos, mulher!

At segunda-feira, dezembro 18, 2006 10:52:00 AM, Blogger paty 

Tão lindo, tão profundo, emocionante!Beijos

At segunda-feira, dezembro 18, 2006 10:59:00 AM, Blogger paty 

Alê respondo teu e-mail amanhã.Beijos

At quarta-feira, dezembro 20, 2006 11:54:00 AM, Blogger Aleksandra Pereira 

É mesmo bom a gente lembrar, Andréa, que sempre é hora para tudo, para começar de novo, para amar mais uma vez....

beijo

At domingo, dezembro 24, 2006 5:54:00 PM, Blogger Jannine L'Amour 

Linda um feliz Natal para você, que está noite especial faça sua vida ainda mais especial também e cheia de amor! Um beijão, Jan.



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.