domingo, setembro 11, 2005
O Departamento do Nada
"Eu acho o seguinte: todo mundo é maluco. Por mais normal que a pessoa pareça, lá no fundo todo mundo é realmente pirado, todas as pessoas do mundo, e nós passamos a vida toda aprendendo a não parecer pirados para os outros, que também são todos pirados. Lá no fundo nós falamos uma língua diferente - uma língua maluca que não fala com a nossa voz, não sei. Talvez berre bem alto, alguma coisa assim. Quer dizer, todos nós nascemos pirados, não é? Se nós pensarmos no comportamento dos bebês - na verdade nós nunca deixamos de ser bebês. Todo mundo quer berrar bem alto, agarrar as coisas sem pedir e quebrar tudo, mas isso não é permitido, não é? Então, o que nós precisamos ter é uma espécie de aparelho-tradutor antipiração, que traduz toda maluquice numa fala normal; depois precisamos aprender a usar o troço, que tem que funcionar direito, senão descobrem que nós somos pirados".

O pequeno Henry, do conto O Departamento do Nada, de Colin Firth.

Marcadores:

 
postado por Aleksandra Pereira às 11:52 AM |


1 Comentários:


At terça-feira, setembro 20, 2005 6:34:00 PM, Anonymous Ivan 

É, tenho que vasculhar por aqui, já que faz tempo que não pareço. E te convidar a visitar o blog http://drika.cat.blog.uol.com.br, onde a manda chuva do espaço honrou-me com a inclusão de um texto meu. Aproveite e conheça o talento de escritora dessa moça. Eu gosto muito do blog dela.



LÁGRIMAS LAVADAS© 2006, por Aleksandra Pereira. All rights reserved.